Home Book Desobediências de gênero

Desobediências de gênero

10 min read
0
0
5
Capa de Livro: Desobediências de gênero
Parte da Gênero série:
Parte da Sexualidade série:
Edições:Papel (português) - Primeira edição: R$ 19,00 BRL
Tamanho: 11,00 x 15,00 cm

Este livro que tens nas mãos é um texto que visa a um entendimento do que significa desobedecer ao gênero nas suas múltiplas acepções e encarnações. É um trabalho inspirado numa leitura feminista crítica, antirracista, anti-heteronormativa e de esquerda, e deve muito a textos e ações que o antecederam. É também um feminismo que viaja, circula e se detém em vários pontos e espaços. 

Texto de João Manoel de Oliveira

João Manuel de Oliveira é investigador auxiliar no Centro de Investigação e de Intervenção Social do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, no domínio dos estudos de gênero e das sexualidades. Atualmente é coordenador da linha de investigação Gênero, Sexualidades e Interseccionalidade. Pesquisa sobre teoria feminista queer pós-estruturalista, epistemologias críticas e análise dos discursos sociais, mormente sobre discriminação, cidadania sexual, normas de gênero, heteronormatividade e homonormativi- dade, áreas sobre as quais tem publicado em livros e em revistas portuguesas e internacionais.

É doutor em Psicologia Social pelo ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa e fez pós-doutoramentro na Universidade do Minho, Universidade do Porto e ISCTE-IUL. Foi Investigador visitante no Birkbeck College da Universidade de Londres e na Universidade Federal da Bahia, onde é colaborador estrangeiro do CUS-Cultura e Sexualidade.

"Isto, para mim, não é um livro. É uma viagem. Uma viagem a um território que, mesmo para quem ache (ingênua!) que já o conhece, que já leu o guia da agência de viagens, que já viu as fotos das amigas que lá foram como turistas no verão passado, transfigura-se por completo da mão de João e da sua lúcida mirada feminista.

Uma mirada teoricamente ácida, promíscua, tão hedonista como erudita, sempre ágil, nunca neutra, que nos incita a nos perdermos, para nos encontrarmos, nas cartografias geográficas e temporais dos feminismos no seu mais incorrigível plural.

Isto, para mim, não é uma viagem. É um exercício de sedução permanente, um canto de sereio, o convite irrecusável à festa internacionalista, interclassista, intergeracional dos corpos em luta. Vais ficar a olhar, à porta? Olha que a guerra, a nossa, apenas começou". Pablo Pérez Navarro - Centro de Estudos Sociais - Universidade de Coimbra

Data de Publicação:
Editora: Devires
Editores:
Gêneros:
Tags:

Autores

Load More Related Articles
Load More By Redação Devires
Load More In 

Deixe uma resposta

Check Also

Lançamento: Traduzindo a África Queer II: Figuras da dissidência sexual e de gênero em contextos africanos

A Editora Devires lança o livro Traduzindo a África Queer II: Figuras da dissidência sexua…