Agora que me vejo como trans: Guia de possibilidades e serviços no RJ

Essa é uma cartinha produzida por um de nossos autores com mais quatro organizadores. Acreditamos que ela pode servir de inspiração para que pessoas de outros estados possam criar algo similar e apontar à rede de atendimento à população trans,…

Lançamento: Traduzindo a África Queer II: Figuras da dissidência sexual e de gênero em contextos africanos

A Editora Devires lança o livro Traduzindo a África Queer II: Figuras da dissidência sexual e de gênero em contextos africanos. Assim como o primeiro volume, este livro é uma seleção de tradução de textos que retratam as sexualidades africanas,…

A nova geração de pesquisadores de gênero e sexualidade

Aos 15 anos, Fabrício Pupo demonstra maturidade ao lidar com os temas e desponta como um dos pesquisadores mais jovens do país Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Fabrício Pupo tem se destacado como aluno do primeiro…

CHAMADA PÚBLICA – BIXAS PRETAS: DISSIDÊNCIAS, MEMÓRIAS E AFETIVIDADES (PRAZO PRORROGADO)

PRAZO DE SUBMISSÃO DE TRABALHOS PRORROGADO. (consulte cronograma abaixo) O heteropatriarcalismo do Ocidente, constante nas culturas negras metropolitanas, mostra resistência à visibilidade dos legados políticos e, em alguns aspectos, contra culturais de pessoas negras sexo/gênero discordantes. Predominantemente, a maioria das…

[PRORROGADO!] CHAMADA PÚBLICA – DISCUSSÕES SOBRE PORNOGRAFIAS

A noção de sexo como regulador das experiências sociais e com diferentes realizações em cada coletividade, tempo e cultura é uma hipótese já estabelecida nas reflexões na grande área das ciências humanas e sociais. Desde as análises foucaultianas sobre a…

[PRORROGADO] CHAMADA PÚBLICA GÊNEROS E SEXUALIDADES NA EDUCAÇÃO BÁSICA: UMA PERSPECTIVA INTERSECCIONAL

Aviso: O prazo para envio dos textos foi prorrogado até dia 02/10/2020. Através da presente chamada pública, a Editora Devires convida a todas e todos a submeterem propostas de textos inéditos para compor o livro “Gêneros e Sexualidade na Educação…

Lacrou! Saiba o que expressões LGBTQ+ tem a ver com política

“Ques bixistranha, ensandecida/ Arrombada, pervertida/ Elas tomba, fecha, causa/ Elas é muita lacração…”, diz Linn da Quebrada em “Bixa Preta”. Os termos que saem da boca da artista, que se autodefine na música como “bicha loka, preta, favelada”, podem ser…